CTESP - Arte e Técnica do Couro

Numa iniciativa do IPT – Instituto Politécnico de Tomar, com a colaboração da Câmara Municipal de Alcanena, da APIC – Associação Portuguesa dos Industriais de Curtumes e do CTIC, teve início em Outubro 2015 o curso Arte e Técnica do Couro, com duração de dois anos e nível 5 de qualificação profissional.

O curso tem uma componente importante de tecnologia de curtumes que é assegurada pelos especialistas do CTIC, com utilização das instalações existentes, fábrica piloto e laboratórios, preparando assim, profissionais para ingressar nas unidades industriais do setor, mas também nos setores utilizadores do couro, e ainda nas áreas da moda e design, ou fomentando o empreendedorismo.

Abertas candidaturas ao FEE - Fundo de Eficiência Energética

FEEO CTIC informa que se encontra aberto até 30 de Setembro de 2016, relativo ao Aviso 19 do Fundo de Eficiência Energética (FEE) sobre eficiência energética na indústria.

Com o objectivo de potenciar e modernizar o sector industrial e da agricultura, este aviso prevê apoiar o desenvolvimento de projetos e iniciativas que conduzam ao aumento da eficiência energética por via da otimização energética dos processos de fabrico e da introdução de novas tecnologias, financiando candidaturas que abranjam medidas transversais e específicas incluídas no Plano de Racionalização de Energia (PREn) definido pelas entidades abrangidas pelo Sistema de Gestão de Consumos Intensivos de Energia (SGCIE) na indústria.

Normalização

reuniao 2016 06 16O CTIC é desde 2006 o ONS – Organismo de Normalização Setorial para o couro. Dando continuidade às atividades neste âmbito, o CTIC promoveu um encontro no dia 16 de Junho, com a participação de representantes das diferentes atividades relacionadas com o setor e também de entidades públicas.

O interessante e vivo debate focou-se em temas de grande atualidade, como sejam as novas regulamentações no âmbito do REACH, como por exemplo o crómio hexavalente, o formaldeído, o nonilfenol etoxilado, o chumbo e ainda as novas normas em preparação para a determinação da pegada de carbono, a biodegradabilidade e a medição da área das peles.
Toda esta temática está atualmente em discussão no âmbito do CEN – Comité Europeu de Normalização, onde o CTIC participa como representante de Portugal.
Neste encontro foi também eleito o novo Presidente da Comissão Técnica 49, e foram constituídos grupos de trabalho integrando as três Subcomissões: SC1 - Matérias-primas, Especificações Técnicas no Uso das Peles e Terminologia, SC2 - Ensaios Físico-Mecânicos e de Solidez e SC3 - Análises Químicas.


PORTUGAL2020

CTESP

 

recrutamento colaboradore




Utilizador

Senha



arbitragem de consumo