Auditorias e Soluções Energéticas

A alta dos preços do petróleo veio colocar na ordem do dia a questão da energia e da sua influência directa no desempenho da economia.

No entanto, uma abordagem sistemática da forma como a energia é utilizada, pode fazer a diferença, pois a utilização racional e eficiente deste recurso tem um impacto positivo directo no desempenho das empresas. E este impacto é proporcional ao peso que este recurso tem na sua estrutura de custos.

Neste âmbito, o CTIC tem vindo a realizar Auditorias Energéticas e a elaborar Planos de Racionalização de Consumos, bem como o seu acompanhamento, num conjunto de empresas de curtumes, mas também de outros sectores de actividade.

A auditoria energética é um exame detalhado das condições de utilização da energia num determinado equipamento, actividade, instalação ou empresa. Esta pretende conhecer onde, quando e como é utilizada a energia, qual a eficiência da sua utilização e onde existem desperdícios de energia. Em resumo, tem como finalidades:

  • Caracterizar os consumos energéticos e identificar possíveis reduções;
  • Preparar informação para elaboração de planos redução e optimização dos consumos energéticos (planos de racionalização de energia). Um plano de racionalização é um programa estratégico de intervenção, no qual se definem as medidas conducentes a uma maior eficiência na utilização da energia, bem como os objectivos a alcançar no que respeita à redução e consumos. Este plano é elaborado com base nos resultados da auditoria energética e define um conjunto concreto de medidas de utilização racional de energia, calendarizadas ao longo do período de vigência do plano (5 ou 8 anos), com vista ao cumprimento de metas quantificadas de redução de consumos. Para este serviço e com o objectivo de desenvolver soluções de gestão de energia adequadas às empresas, o CTIC conta com técnicos qualificados pela DGEG.

Para mais informações, contacte:
Depto. Ambiente: 249 889 191


PORTUGAL2020

 

recrutamento colaboradore




Utilizador

Senha



arbitragem de consumo