NUAR - Núcleo de Acústica e Ruído

Ruído Ocupacional


A avaliação da exposição dos trabalhadores ao ruído é indispensável na determinação das medidas a aplicar sempre que sejam atingidos ou ultrapassados valores prejudiciais à saúde do trabalhador; para além de ser obrigatória de acordo com o Decreto-Lei n.º 182/2006, de 6 de Setembro.
Os relatórios que o CTIC emite, incluem os quadros individuais de avaliação da exposição pessoal diária de cada trabalhador ao ruído durante o trabalho, os quadros da selecção de protectores auditivos em função da atenuação por bandas de oitava indicada pelo fabricante, assim como recomendação sobre os protectores auditivos mais adequados, caso seja necessário, recomendações/descrição das obrigações do empregador, entre outras informações de interesse.
Este ensaio já encontra acreditado pelo IPAC desde 2007.

 

Ruído Ambiental


No seguimento da acreditação dos diversos ensaios do laboratório do CTIC, encontra-se também já concluído o processo de acreditação pelo mesmo organismo, dos ensaios de avaliação de ruído ambiental, para o critério de incomodidade e para o critério de exposição – nível sonoro médio de longa duração. 

Assim, apesar destes ensaios de avaliação de ruído ambiental serem realizados pelo laboratório do CTIC desde alguns anos, utilizando as metodologias adequadas, desde agora e para também dar cumprimento a obrigação legal, estes ensaios encontram-se já acreditados pelo IPAC.

Os métodos de medição e tratamento dos dados seguem o disposto no DL 9/2007 de 17 de Janeiro, Normativo Português relevante e Recomendações das entidades oficiais que regulam este sector.
Com estes ensaios é verificada a conformidade do RGR (Regulamento Geral do Ruído) através da realização de medições dos níveis de pressão sonora na envolvente da instalação em avaliação ou, se relevante, no local receptor potencialmente mais afectado para avaliação do impacto em termos de ruído resultante do funcionamento da actividade económica/instalação em causa.
No caso de as avaliações resultarem de reclamações de moradores na vizinhança, o cliente terá que proporcionar o acesso ao interior das habitações em causa.

 

Para mais informações contacte:

Joaquim Gaião | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 961 384 090


PORTUGAL2020

 

recrutamento colaboradore




Utilizador

Senha



arbitragem de consumo